segunda-feira, 23 de junho de 2008

Como aprender computação

Dia desses o Lameiro me passou uma lista de livros para desenvolvedores, e eu achei a lista bastante curiosa. Se eu fosse criar uma similar, eu não colocaria nenhum dos livros citados naquela lista! Ao invés disso, a minha lista com os top 10 livros de computação seria a abaixo:


1 - Gödel, Escher, Bach (Hofstadter): Eu começaria com o GEB, por dois motivos. O primeiro é que ele é um ótimo reality check: se você não gostar do GEB, então mude de área, porque computação não é a sua praia :) O segundo motivo é que esse livro tem uma excelente introdução à lógica (proposicional e de predicados), que é a ferramenta básica onde você constrói a ciência da computação.

2 - Concrete Mathematics (Knuth): Você não precisa saber matemática para programar, mas se você quiser ser um bom programador, então matemática é essencial. O Concrete tem todo o básico que você precisa pra fazer análises de complexidade computacional, e tudo escrito de maneira extremamente bem-humorada.

3 - Algorithms in C++ (Sedgewick): Se você já sabe lógica e matemática, então agora pode partir pro estudo de algoritmos. O Sedgewick tem todos os algoritmos básicos, e é uma leitura bem leve: se você está começando com algoritmos agora, esse precisa ser o seu primeiro livro. Ele não vai muito fundo em nenhum tópico, mas isso é compensado pela extrema didática nos tópicos. O livro ainda tem código exemplo pra todos os algoritmos, e várias edições, uma pra cada linguagem (eu sei que tem, pelo menos, C, C++, Java e Pascal).

4 - Introduction to Algorithms (Cormen): Os algoritmos que você aprendeu no Sedgewick, você vai estudar em detalhes no Cormen. Esse livro é extremamente formal, e talvez por isso é o livro-texto usado nos cursos de computaçao do MIT. Ele também cobre algoritmos mais avançados, que o Sedgewick apenas cita (por exemplo, Fibonacci Heap)

5 - The Art of Computer Programming (Knuth): O tAoCP está para o Cormen assim como o Cormen está pro Segdewick, aqui você vai dissecar os algoritmos até o último bit deles. Além de ser uma coleção excelente, a encadernação é muito bonita (mas não se engane, ele fica ótimo na prateleira, mas melhor ainda na sua cabeça).

6 - Effective C++ (Meyers): Agora que você sabe os algoritmos, precisa de uma linguagem para programá-los. Pra falar a verdade, a escolha de linguagem nem importa tanto assim, mas se você escolher uma, aprenda-a tão bem quanto possível. Eu escolhi C++, e esse livro do Meyers é o que diferencia as crianças dos adultos (especialmente para aquelas horas quando você cria uma classe sem destrutor virtual e não sabe por que a memória está vazando).

7 - Effective STL (Meyers): Já teve uma época em que eu não gostava de C++, mas isso é porque eu sou velho o suficiente pra ter mexido em C++ antes que os compiladores tivessem templates. Com templates a linguagem fica muito mais atraente, e esse é o livro que vai te ensinar a dominar a STL.

8 - The Practice of Programming (Kernighan, Pike): Se você leu tudo até agora, então você já é um programador muito bom na teoria. Na prática, entretanto, tem um monte de skills que ainda faltam. Nesse livro você aprende sobre as coisas que usualmente não se aprende na escola: debugging, otimização, unit testing, documentação.

9 - Programming Pearls (Bentley): Com os livros lidos até agora, você já deve ser um excelente programador. O passo final é passar de programador para um true hacker, e esse é um passo que não requer só conhecimento, você também precisa de manha, criatividade e insight. Eu não sei se dá pra ensinar essas coisas, mas esse livro certamente é o que chega mais próximo disso.

10 - The Mythical Man-Month (Brooks): Depois de ler todos os livros acima você estará próximo do nirvana, mas pra atingir o zen da programação de verdade, é preciso lembrar que projetos não precisam só de computadores, precisam de pessoas também. O Mythical Man-Month é um livro de gerência de projetos de software escrito em 1975, mas é surpreendente como ele continua atual. A tecnologia avança, mas as pessoas continuam as mesmas :)

É claro que pra manter uma lista com só dez itens, muita coisa boa fica de fora. Mas a lista acima tem um mérito: foi com esses livros que eu aprendi computação de verdade (vale lembrar que eu sou autodidata, minha graduação foi em engenharia elétrica, e eu quase não tive computação em aulas). Se funcionou pra mim, pode ser que funcione pra você também :)